Rolando no #ViveiroRenascer

Adubação de orquídeas, um guia completo

Foto: Joke Vanderlei/ Pixabay

O cultivo de orquídeas, apesar de ser bastante popular no Brasil, sempre enfrentou algumas barreiras quanto a falta de conhecimento de inciantes principalmente na adubação correta das plantas. As orquídeas são extremamente evoluídas e muito eficientes em absorver os nutrientes disponíveis no ambiente, mas é necessário que se aplique o adubo adequado para que se obtenha os resultados esperados: uma orquídea saudável e florida. 

Separamos as principais opções tanto minerais quanto orgânicas de adubos, com suas vantagens e desvantagens, para que você possa escolher o melhor adubo para a sua planta. As orquídeas, assim como a maior parte das plantas, são capazes de absorver nutrientes tanto através das raízes quanto através das folhas. É por isso que podemos utilizar as adubações foliares. Entretanto, nas orquídeas, a maior parte dos nutrientes entra pelas raízes, não pelas folhas. Estudos já têm demonstrado a baixa eficiência do uso dos adubos foliares em orquídeas.

O substrato por si já costuma fornecer uma boa quantidade de nutrientes, pois aos poucos ele se decompõe e libera nutrientes na água absorvida pela planta. Infelizmente, o substrato sozinho não costuma fornecer a quantidade suficiente de nutrientes, exigindo a utilização de adubos. Os adubos podem ser químicos (minerais), orgânicos, ou mistos.

Adubos minerais

NPK

Adubos minerais, como as formulações NPK, são amplamente utilizados por serem práticos, baratos, e facilmente encontrados. Os adubos NPK fornecerão somente os três nutrientes que a planta utiliza em maior quantidade: nitrogênio (N), fósforo (P), e potássio (K). Entretanto, as plantas também precisam de vários outros nutrientes para que se desenvolvam, o que gera a necessidade de fazermos misturas mais complexas de adubos.

Evitando queimaduras na planta

O excesso de adubos químicos é bastante perigoso, pois pode gerar excesso de sais no substrato, causando queimaduras nas plantas. Por esse motivo, adubos orgânicos podem ser mais seguros aos iniciantes. Caso você encontre à venda misturas de adubos minerais especialmente formulados para orquídeas, você poderá utilizá-las sem medo, desde que na quantidade estipulada na embalagem. Para evitar o acúmulo de sais no substrato, recomenda-se lavar o substrato, passando-se uma grande quantidade de água pelo mesmo cerca de uma vez por mês, retirando o excesso de sais.

+ Como criar adubo orgânico com borra de café para orquídeas

Se for utilizar adubos químicos, utilize adubos solúveis em água. Evite aplicar adubos minerais granulados diretamente no substrato, há grande risco de gerar queimaduras nas raízes. Os adubos solúveis são aplicados junto à rega, dissolvidos na água. Aplique de preferência no fim da tarde. Os adubos químicos podem ser aplicados a cada 15 dias, nas quantidades estabelecidas nas embalagens. Nunca aplique mais do que o recomendado, pois isso poderá levar a planta à morte.

Adubos orgânicos

Adubos orgânicos fornecem nutrientes de forma parcelada e lenta, não podendo ser dissolvidos na água. A planta só absorverá os nutrientes quando a matéria orgânica se decompôr e liberar os nutrientes na forma mineral para as raízes da planta. Sendo assim, fornecerá os nutrientes por mais tempo que os adubos minerais.

Apesar de mais seguros, é recomendado evitar também o excesso de adubos orgânicos, pois sua decomposição gera ácidos, que podem prejudicar a raiz da planta. Entretanto, o uso exclusivo de adubos orgânicos praticamente elimina a possibilidade de salinização do substrato.

Torta de mamona e farinha de osso

Os adubos orgânicos mais amplamente utilizados pelos orquidófilos são a torta de mamona e a farinha de osso, que podem ser facilmente encontrados em qualquer loja de jardinagem ou nos setores de jardinagem de supermercados. A mistura de ambos é frequente, sendo utilizados em partes iguais.

Bokashi

Um famoso adubo orgânico é o Bokashi, que é uma mistura de vários adubos orgânicos. O Bokashi costuma ser bastante eficiente, mas sua composição pode variar bastante. Este é particularmente o meu preferido. O Bokashi pode ser encontrado tanto em orquidários quanto em casas especializadas em jardinagem.

Frequência da adubação orgânica

A frequência de aplicação dos adubos orgânicos é menor do que a dos químicos, pois eles liberam os nutrientes de forma bastante lenta. Cada adubo exige um intervalo diferente de aplicações, sendo necessário consultar a embalagem do adubo.

Misturas (orgânico e mineral)

Dentre as opções mais recomendáveis estão as misturas industrializadas de adubos químicos e orgânicos. Estas misturas oferecem a versatilidade dos adubos minerais e a durabilidade dos adubos orgânicos. Verifique a disponibilidade de produtos na sua região, visitando casas de plantas e setores de jardinagem dos supermercados.

+ Horta orgânica

Adblock Detectado

Você gosta desse conteúdo? Então nos ajude desativando o Adblock

Você pode desativar o seu adblock só em nosso domínio, ajude-nos a continuar levando conteúdo relevante para você :)

Muito obrigado, Viveiro Renascer

×